23.1.08

Meu Senhor


Meu senhor
Não me maltrates
Não me punas, não tortures
Não dilacere minha alma
Não me enterre 'Me sufoca'
Não olhe no fundo de meus olhos
Verás toda a verdade
De quanto lhe desprezo
...Meu senhor...
Não me vença
Pelo medo
Não me guie em desespero
Não me castigue
Por favor
...Meu senhor...
Não me tire a inocência
Não despreze meus desejos
Não quero seus cuidados
Não chore por meu amor
...Meu senhor...
Tome cuidado
Não feche os olhos
Ao cair da noite
Mantenha-se acordado
Ao meu lado
Não se arraste
Pedindo meu perdão
...Meu senhor...
De me seus lábios
Beija-los hei com cuidado
Deitarei mel em sua boca
Serei breve com as palavras
E eterna em lhe odiar
...Meu senhor...
Sangrarei em dores
Depois do desejo
De cortar sua garganta
...Meu Senhor...
Liberte-me deste amor insano
Liberte-me de ti
...Meu senhor...
Olha o que fez comigo
Impôs-me o eterno castigo
De não conseguir
Matar-lhe
"Viviani Ketely"